PONTOS TURISTICOS - PAULO ZANETTINI(FOTOS)

Vila Bela da Santíssima Trindade é um município brasileiro no estado de Mato Grosso, Região Centro-Oeste do país. Localiza-se no Alto Guaporé e sua população em 2019 foi de 16 128 habitantes. Wikipédia
 
Área: 13.420 km²
População: 14.523 (2009)
Hotéis: 3 estrelas por uma média

“É uma cidade muito simples, mas temos passeios lindos”. Quem liga para fazer uma reserva no hotel em Vila Bela da Santíssima Trindade, recebe o aviso. E é exatamente assim: pouca infraestrutura, cercada por belezas naturais de tirar o fôlego.

Para chegar, são aproximadamente 550 quilômetros desde a capital do Mato Grosso, Cuiabá. A capital atual, porque Vila Bela foi a primeira capital do Estado. As riquezas minerais da região levaram portugueses a povoar a Capitania de Mato Grosso, mas a distância dos grandes centros e falta de rotas comerciais fez com que a capital fosse transferida para Cuiabá, em 1835. Vila Bela da Santíssima Trindade então foi abandonada por grande parte dos moradores. A principal atração da área urbana são justamente as ruínas da catedral, construída no período colonial.

A constituição da cidade, com as ruínas da Igreja Matriz e o Palácio dos Capitães Generaes. As ruas ainda são retilíneas e formam uma quadrícula, como na época de fundação da cidade, 1752. No quadra central foi implantada a Matriz e logo na quadra adjacente o Palácio dos Capitães Generaes. Essas edificações foram construídas com pedras, madeira e terra (adobe e taipa) e trazem o saber-fazer miscigenado das técnicas portuguesa, negra (a cidade foi povoada também pelos escravos trazidos pelos seus senhores) e, talvez, até indígena. São edificações registradas como patrimônio nacional e necessitam de cuidados. A cobertura construída para proteger as ruínas da Matriz, infelizmente, não cumpre seu papel: ela própria está em estado de degradação. Outra atração é o Museu Histórico e Arqueológico Joaquim Marcelo Profeta da Cruz, onde muitas informações interessantes sobre a cidade e a região podem ser encontradas.

O Parque Estadual Serra de Ricardo Franco. As trilhas que se pode fazer pelo Parque dão acesso a cachoeiras lindíssimas como a chamada Cachoeira dos Namorados e outras. A vegetação é abundante e as águas dos riachos são muito limpas. Se não fosse pelo frio – sim! por incrível que pareça, estivemos lá no momento da chegada de uma frente fria, que deve ter sido uma das únicas do ano! – teríamos tomado um banho… Portanto, aí vai uma dica: se forem a Vila Bela em junho ou julho, levem roupa de frio. As que tivemos que comprar lá foram bem caras!

O rio Guaporé com sua água transparente, fauna e flora. Surpresa com as vitórias-régias e o buritizal que mais parece um jardim. Era a época de nidificação das aves e os buritis estavam enfeitados de ninhos e aves coloridas. Um verdadeiro espetáculo! Ariranhas, macacos, capivaras e outros bichos podem ser vistos durante o passeio de barco. Destaque para os botos cor-de-rosa e cinza e para a paisagem, na qual a Serra de Ricardo Franco impera.

                                                                                                            Posted By on dez 28, 2015